por

1 Resposta

0 votos positivos 0 votos negativos

Resposta:

Todo Consagrado pelo Batismo assume o tríplice caráter Cristológico: Sacerdote – Profeta – Rei. Os Consagrados numa vida monástica assumem os deveres de todos os cristãos na graça infusa pelo batismo. Acreditam fielmente que dentre diferentes vocações específicas da Mãe Igreja são chamados a viverem de forma radical a vida contemplativa, ou seja, gastarem maior parte do tempo em oração e na escuta da Palavra de Deus. No “abandono” estes homens e mulheres se lançam na vida espiritual ascética para serem através do silêncio, Sacerdotes, Profetas e Reis tais como todos os missionários.

A presença dos monges e monjas na vida da Igreja, em si revela ao mundo que são missionários. Na vida de oração estão sempre em saída, mesmo recolhidos anunciam a todos que Deus existe, que Jesus tem Palavras de Vida eterna. Provocam nas pessoas que vivem indiferentes com os valores do Evangelho a pensar. O que eles encontraram?

Como Sacerdotes pelo batismo a missão dos contemplativos é através da oração e do trabalho oferecer sacrifícios de oblação ao Senhor da Vida pela humanidade, é sustentar os que lutam para proclamar a Boa Nova, como Moisés que orava de braços erguidos enquanto Josué lutava.

Como Profetas silenciosos anunciam para o mundo que todo ser humano busca no mais intimo de si a voz Daquele que o criou. Acreditam que depois de passarem por este mundo estarão a sós, em Deus. Antecipam então aquilo que o próprio Jesus disse: na eternidade viverão como anjos.

Como reis e rainhas se colocam diante do Deus Altíssimo bendizendo incessantemente de forma ininterrupta através da salmodia. Portanto a missão dos que assumem a vida monástica é reinar sobre o mal ao renunciar o estilo de vida escravizada pela sociedade secularizada.

Para nós, Monges da Divina Misericórdia temos como missão por primeiro, ser com todos os contemplativos e contemplativas, uma comunidade que expressa o amor de Deus entre nós. Sermos sinais de misericórdia para aqueles que não acreditam na misericórdia de Jesus, e interceder constantemente para a humanidade. Santa Faustina ao se referir a vida de oração dizia: que nossa oração desbravaria os países mais selvagens, quer dizer: atingiríamos os corações empedernidos. Cremos que ao implorar a misericórdia Jesus visita tantos irmãos que nunca iremos conhecer. Temos a missão de rogar pelos sacerdotes para que suas palavras sejam fortes e libertadoras. Imploramos a misericórdia para eles, pra que sejam santos para a glória do bom Deus. Nossa missão é a ajudar os fiéis e os que perderm a esperança a confiar plenamente em Deus que é misericordioso.

Enfim, roguemos pelos contemplativos para que tenham a graça da santa perseverança em suas vocações. Amém!

Pe. Estêvão Maria da Divina Misericórdia

por
Seja Bem vindo a Tirando Dúvidas, Perguntas e respostas, onde você pode fazer perguntas e receber respostas de outros membros da comunidade.