menu search
person

Que, em conjunto, são responsáveis pela captação do ar do meio ambiente e transporte do mesmo até o órgão respiratório para que seja possível a hematose (processo que implica em trocas gasosas entre o ar atmosférico e o meio interno).

DANGELO, José Geraldo; FATTINI, Carlo Américo. Anatomia humana sistêmica e segmentar. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2011.

Quanto às estruturas do sistema respiratório, assinale a alternativa correta.
Alternativas


Alternativa 1:
Em relação à mecânica respiratória, é importante enfatizar que o músculo diafragma é primordial, principal músculo da
respiração. Isso pode ser dito em função de sua habilidade de insuflar os pulmões em decorrência da modificação de pressão intratorácica que sua contração desencadeia.

Alternativa 2:
Ainda em relação à mecânica respiratória, pode-se afirmar que as pleuras pulmonares (parietal e visceral) não participam diretamente desse mecanismo. Isso pode ser dito, considerando o fato de elas poderem ser retiradas (em caso de câncer pulmonar, por exemplo) sem prejuízos à respiração.

Alternativa 3:
A proposição acima não é verdadeira, pois a mecânica respiratória depende essencialmente dos pulmões e sua capacidade contrátil. Assim, esse importante órgão do sistema respiratório é a base da respiração e independe de ações musculares de grupos específicos.

Alternativa 4:
A árvore brônquica se forma a partir da ramificação dos brônquios principais em brônquios lobares, dos brônquios lobares em bronquíolos, e dos bronquíolos em brônquios segmentares.

Alternativa 5:
Enquanto a laringe permite que o alimento seja direcionado ao esôfago e o ar seja encaminhado à traqueia, a faringe possibilita apenas a passagem do ar em direção aos pulmões.

1 Resposta

Resposta: A única alternativa Verdadeira é:

Alternativa 1:

Em relação à mecânica respiratória, é importante enfatizar que o músculo diafragma é primordial, principal músculo da respiração. Isso pode ser dito em função de sua habilidade de insuflar os pulmões em decorrência da modificação de pressão intratorácica que sua contração desencadeia.

Porque quando a pessoa inala, esse poderoso músculo contrai-se e aplaina, aumentando a capacidade torácica e criando um vácuo que atrai mais ar para os pulmões e, na expiração, relaxa e recupera sua forma de cúpula enquanto os pulmões expelem o ar.

#UNICESUMAR

thumb_up_alt 0 votos positivos thumb_down_alt 0 votos negativos
...